pet

Hotel para cachorro e gato: como escolher?

O que você precisa saber sobre os hotéis para cachorro e gatos e viaje tranquilo nas férias

Quem vai cuidar do seu pet enquanto você viaja? Essa pergunta deve ser feita não só quando chegam as férias, mas assim que você decide ter um cachorro ou gato.

Nem sempre é possível levar o seu filho de quatro patas junto. Dependendo do tipo de viagem, de hospedagem, dos passeios, ou mesmo se for um período mais curto, o ideal é que eles fiquem em um hotel para cachorro ou gato. 

Nós, do Pet Care, separamos algumas informações para que seu melhor amigo fique em boas mãos e você viaje tranquilo:

Como são os hotéis para cachorro?

Existem vários tipos de hotéis: aqueles que deixam os animais soltos em um espaço grande, convivendo com outros cachorros; os que acomodam os cãezinhos em baias, mas com horários de recreação; aqueles que deixam os cachorros apenas em baias individuais; as hospedagens familiares, com pessoas treinadas para receber seu pet na casa delas durante o período combinado.

Como escolher o hotel certo para o meu cão?

O tipo de hospedagem vai depender do perfil do seu cachorro. Ele está acostumado a conviver com outros cães? Se não estiver, ficar o tempo todo com outros cachorros pode ser bem estressante. 

Seu cachorro é idoso e vai ficar junto com cães mais jovens e agitados? Tem muita energia para gastar? Tem ansiedade de separação? Toma remédio ou precisa de cuidados especiais? Dependendo do caso, o mais indicado é deixá-lo em uma clínica veterinária e não em um hotel.

Entender o temperamento, o comportamento e as necessidades do seu cãozinho é o que deve determinar a escolha do local onde ele vai ficar. Você conhece melhor do que ninguém as características do seu pet.

Cuidados na hora de escolher o hotel

Antes de fechar a hospedagem do seu cachorro, informe-se. Hoje, o Brasil possui mais de 55 milhões de cães, mais de 25 milhões de gatos e conta com muitas opções de hotéis e serviços, mas é preciso ficar atento à qualidade. 

Ter indicações de pessoas conhecidas e checar as avaliações na internet é fundamental, afinal você quer que seu melhor amigo esteja em boas mãos.

Outro ponto importante é marcar uma visita prévia para conhecer o espaço. Pessoalmente você pode verificar se o lugar é limpo, se o espaço é adequado, se tem rota de fuga, se os funcionários são amáveis e se os atuais hóspedes parecem estar bem cuidados e felizes.

É importante que o hotel para cachorro tenha um veterinário responsável, que mantenha funcionários 24 horas por dia ou câmeras de acesso para garantir a segurança e o bem-estar dos animais.

Alguns hotéis, como o Hotel Pet Care, oferecem serviços de leva e traz.

E no caso dos gatos?

Os gatos são animais rotineiros e metódicos. Eles não devem viajar com a família, pois se estressam no caminho, com a mudança de ambiente e correm um risco muito maior de fugir, especialmente se o destino não tiver redes de proteção.

Se a sua viagem for curta ou seu gato for do tipo mais assustado, o ideal é que ele não saia de casa. Você pode chamar alguém para ficar com ele ou contratar um catsitter, uma pessoa que irá a até a sua casa para cuidar do gatinho. 

Durante uma hora, o catsitter irá trocar a água, repor a comida, limpar a caixa de areia, dar carinho e brincar com o seu gato. Para isso, é importante entender sobre o paladar dos gatos

Hotéis são indicados para períodos mais longos, gatos mais tranquilos, filhotes ou animais que precisem tomar medicação e tenham necessidades especiais.

Hoje, as melhores opções são especializadas e atendem apenas gatos, uma vez que muitos não estão acostumados com cães, e possuem quartos individuais, com prateleiras, tocas e nichos para que os felinos fiquem bem. 

Quem tem mais de um gato normalmente pode deixar todos juntos no mesmo quarto, o que ajuda bastante na hora da adaptação.

Não aceite hospedar seu gato em locais sem redes de proteção ou que ofereça ambientes coletivos. Diferente dos cães, os gatos precisam de um longo tempo de adaptação para se acostumar uns aos outros.

Preparando seu pet para a hospedagem

Cada hotel para cachorro ou gato possui suas regras e quase todos exigem que os animais estejam com as vacinas para cães e gatos em dia e que seja aplicado antipulgas (e carrapatos) no check in. Independente de ser regra, vale a pena ter esse cuidado, para evitar que seu pet volte para casa doente. 

Cães devem tomar todas as vacinas, inclusive para prevenir gripe canina Gatos devem tomar a tríplice, quádrupla ou quíntupla felina, além da antirrábica. 

Por serem territoriais e apresentarem mudanças de comportamento na presença de outros felinos, os gatos normalmente precisam estar castrados, a não ser que tenham menos de 4 meses.

Levar um brinquedo, um paninho do pet ou uma roupa usada do tutor costuma ajudar na adaptação.

Não deixe de levar a alimentação completa do seu pet e também de explicar sua rotina e qualquer problema de saúde ou comportamento que ele tenha.

Hotel para cachorro e gato que se preze tem um modelo de contrato com todas as regras definidas. Lembre-se de deixar o contato do seu veterinário de confiança e o telefone de alguém da família ou de um amigo para caso de urgência.

Um bom hotel para pets vai saber respeitar os limites do seu pet, cuidar bem dele e distraí-lo na sua ausência. 

Na sua volta, se o seu cão estiver abanando o rabinho e o seu gato se esfregando nos funcionários, é sinal que a hospedagem foi aprovada. Mas não se iluda, os gatos podem virar as costas para você em sinal de protesto. Afinal, eles acham que as regras são deles.



Foto Pets

Source link

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *