pet

Cão comendo fezes: saiba tudo sobre coprofagia

A coprofagia é o hábito que alguns cachorros têm de comer as próprias fezes, e por mais nojento e esquisito que pareça é um problema comum em muitos bichinhos.

Vários cães podem comer o próprio cocô, esse hábito pode facilitar a entrada de parasitas no organismo do animal, além de verminoses e outras doenças. As fezes do cachorro está longe de ser uma boa fonte de nutrientes e ainda pode estar infectado com vários microrganismos prejudiciais para a saúde do pet.

Por que o cachorro come as próprias fezes?

Não existe uma única causa para a coprofagia, o problema de comer a próprias fezes pode ter origem relacionada tanto a fatores fisiológicos quanto comportamentais. Por isso, é sempre importante investigar os motivos que levam o cachorro a ter esse hábito.

Falta de Nutrientes:

O motivo mais comum para o cachorro comer as próprias fezes diz respeito à nutrição. Cães com dietas inadequadas podem recorrer à coprofagia como forma de buscar mais nutrientes, alguns animais apresentam apetite excessivo, comendo as próprias fezes para se saciar.

 Em alguns casos, o hábito da coprofagia, pode indicar má absorção nutricional, causada por algum problema de saúde já existente no pet. Ainda, em cachorros que fazem dieta restritiva podem apresentar esse mau comportamento.

Comportamento:

O cachorro estressado e ansioso pode adquirir o hábito de comer a própria fezes, isso geralmente acontece por falta de estímulos adequados na rotina do animal. Assim como o cão entediado, que pode adotar a coprofagia como uma tentativa de se distrair.

Quando se trata de filhotes de cachorro, tudo é novidade e o animalzinho está conhecendo e explorando o mundo. Por isso, é comum que a coprofagia aconteça por mera curiosidade.

Se o seu filhote come as próprias fezes é importante corrigir e mostrar para que aquilo está errado, já que ainda filhote é a melhor fase para adestrar o cão e ensinar o que é certo.

Alimentação:

 Alimentação é um ponto muito importante para manter o pet nutrido e com saúde e bem-estar equilibrado. Rações com uma baixa qualidade nutricional podem causar déficits nutricionais, e o cão pode tentar repor ingerindo seu próprio cocô.  

É sempre importante escolher uma ração para cachorro com ingredientes ideais e rica em nutrientes para o pet, de acordo com o porte, raça e idade do animal. 

Necessidade de atenção:

Em alguns casos a coprofagia pode ser motivada pela necessidade do cãozinho de chamar a atenção do tutor. Isso pode ocorrer tanto com um animalzinho que está entediado, quanto com um filhote que ainda não sabe o que é certo ou não.

Fique atento à atenção dada imediatamente após a ingestão das fezes, que pode estimular o comportamento. Ao esfregar o focinho do cachorro nas fezes ou dar broncas verbais, fazem com que ele associe a punição, assim o pet pode ingerir as fezes para escondê-las.

Espaço inadequado:

Se o comedouro ficar muito próximo do lugar onde o pet faz as suas necessidades fisiológicas, as chances do animal comer o próprio cocô são altas, porque o cãozinho pode associar uma coisa e outra, considerando as fezes como um “alimento”.

Predisposição genética:

Algumas raças de cachorro têm maior predisposição para a coprofagia. Desse modo, não existe muita explicação para esse comportamento, que é simplesmente genético. As raças de pequeno porte como:  Shih Tzu, Lhasa Apso, Pug, Spitz Alemão e Yorkshire costumam ser mais afetadas por esse hábito.

Descubra curiosidades e como cuidar de cada raça de cachorro: Clique aqui e acesse o nosso Guia de Raças

Como fazer o cão parar de comer fezes?

Identificar as causas da coprofagia é o primeiro passo para começar a tratá-la, já que o tratamento está diretamente ligado ao motivo que leva o cachorro a ingerir fezes.

 Alguns comportamentos podem ser percebidos pelo próprio tutor, mas é importante consultar um médico veterinário para que ele possa orientar com o diagnóstico preciso e indicar o melhor tratamento.

 Confira algumas dicas de como ajudar a solucionar o problema da coprofagia:

  • Se possível, recolha as fezes imediatamente após o animalzinho fazer;
  • Não utilize técnicas de reforço negativo ao ensinar ao pet onde fazer as necessidades. Por exemplo, utilize o adestramento positivo, recompensando com petiscos e brinquedos;
  • Ofereça rações de qualidade e ideal para cada pet;
  • Tente não recolher as fezes na frente do pet. Em alguns casos, isso pode levá-lo a querer “removê-las” na sua ausência.

Author: Luana Maciel

Jornalista apaixonada por séries e pela minha pinscher Mafalda. Comunicadora que gosta de falar pelos cotovelos e que sempre acompanha os memes no Twitter 😀


0.00 avg. rating (0% score) – 0 votes

Foto Pets

Source link

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *